Governo do Estado do Rio de Janeiro
SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, PESCA E ABASTECIMENTO
AVISO!
Você está sendo redirecionado para fora do site do CEASA.
Deseja continuar ?
UNIDADES
A Centrais de Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro CEASA-RJ é uma empresa vinculada à Secretaria de Estado de desenvolvimento regional, abastecimento e pesca. Conheça as unidades abaixo:
UNIDADE GRANDE RIO
É a segunda maior Central de Abastecimento da América Latina e opera junto à sede da empresa no subúrbio da cidade.
UNIDADE SÃO GONÇALO
Considerado o entreposto com maior potencial do Estado, a unidade cresce na mesma proporção que os municípios vizinhos.
UNIDADE REGIÃO SERRANA(NOVA FRIBURGO)
Inaugurado em 1977, absorve boa parte da produção dos Municípios de Nova Friburgo, Bom Jardim, Teresópolis, Sumidouro, etc.
UNIDADE MÉDIO PARAÍBA (PATY DO ALFERES)
Inaugurado em 1978, é um Mercado muito bem localizado em condições de atender aos Municípios que o cercam.
UNIDADE NORTE FLUMINENSE(SÃO JOSÉ DE UBA)
No município de São José de Ubá, o entreposto possui infraestrutura para atender Santo Antônio de Pádua, Cambuci, etc.
UNIDADE NOROESTE FLUMINENSE (ITAOCARA)
Inaugurada em 1982, possui infraestrutura para atender as cidades de Cardoso Moreira, São José de Ubá, Aperibe, etc.

IMPRENSA / notícias

Mercado de Flores

Mercado de Flores da Ceasa-RJ espera receber cinco mil pessoas neste sábado

Publicado em:10.05.2013 - 14:57 Por: Marcela Carvalho e Laís Reis

O Mercado de Flores da CEASA-RJ, localizado em Irajá, está apostando no Dia das Mães para alavancar as vendas dos produtores de flores. Nesta data, o consumidor tem oportunidade de encontrar flores tropicais e da estação em pacotes ou arranjos com o preço 30% a 70% mais barato. Quem for ao mercado neste sábado (11/05) fará as compras ao som de um show ao vivo de MPB, a partir das 7h.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Felipe Peixoto, a expectativa é que só neste sábado, véspera de Dia das Mães, sejam vendidas 15 mil dúzias de rosas, gerando 120 mil reais de comercialização só de rosas.

- Além de rosas, também estão à venda orquídeas, monsenhor, astromélia, tango, palma e outras 30 espécies de flores de cortes e plantas ornamentais. Esperamos receber mais de cinco mil pessoas só neste sábado, o que pode gerar em torno de 200 mil reais de comercialização.

Atualmente, o Pavilhão do Agricultor Familiar, conhecido como pavilhão 30 da CEASA, conta com aproximadamente 50 produtores, mas a meta é chegar a 80 no meio do ano e 150 até dezembro. No entanto, varejistas já visitam a CEASA para conhecer e comprar as flores para revender em floriculturas ou feiras. É o caso de Ana Lucia, 40 anos, dona de floricultura em Engenheiro Pedreira, que fez as compras nesta sexta-feira (10/05).

- O preço está bom, sem contar que a distância daqui é bem menor em comparação com o local que comprava antes. É a primeira vez que venho e pretendo voltar mais vezes – afirma Ana Lucia.

A CEASA, segunda maior central de abastecimento da América Latina, atrai, além de revendedores, consumidores que procuram preços baixos e variedade de produtos em um mesmo local.

O morador da Vila da Penha, José Luis, 39 anos, aproveitou a visita à CEASA para conhecer o Mercado de Flores e garantir o presente para a mãe.

- Moro perto e sempre faço minhas compras aqui. Com a inauguração do Mercado de Flores, aproveitei para visitar e comprar o presente para a minha mãe. Encontrei bom preço e pretendo visitar o pavilhão sempre que vir à CEASA – revela José Luis.

Produtor lucra cerca de 40%

No Mercado de Flores, quem procura por helicônias, por exemplo, poderá encontrá-las mais em conta no estande do Fernando Joaquim. Ele vendia para revendedores em sua propriedade, em Campo Grande, e hoje comercializa na CEASA.

- Aqui na CEASA meu lucro é maior do que quando vendia em casa. Chego a lucrar até 40% a mais - disse Fernando.
Na CEASA as vendas ocorrem no pavilhão do agricultor familiar. O presidente da CEASA-RJ, Leonardo Brandão, explica que o produtor paga apenas o valor necessário para a manutenção do local.

- Nós buscamos fomentar o setor de floricultura e por isso cobramos o menor valor possível. Os produtores contribuem apenas com a manutenção do espaço – explica Brandão.

O floricultor Walter Ribeiro, 41 anos, de Nova Friburgo, não conseguia viver apenas das flores, pois o valor pago pelos atravessadores não compensava.

- A CEASA me deu uma oportunidade que eu nunca imaginei que pudesse acontecer. Como eu nunca tive condições de pagar por um espaço, aqui consigo vender minhas flores e meu lucro é de 40% a 50% a mais de quando eu vendia só para os atravessadores – afirma Walter.

O Mercado de Flores vai funcionar de terça, quinta, sexta e sábado, sempre das 2h às 12h.


Serviço:

Mercado de Flores
Local: Pavilhão 30 da CEASA-RJ - Avenida Brasil, nº 19.001
Funcionamento:terça, quinta, sexta e sábado, sempre das 2h às 12h.
Show de MPB: sábado (11/05), sempre às 7h.

Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuio 2.0 Brasil